Penápolis, Sexta-Feira, 22/09/2017 PrincipalFale conosco
Busca
Principal Sobre o Santuário Os Freis Evangelho do dia Horários Notícias Fale conosco
 
Cadastre seu e-mail e receba uma mensagem de paz em sua caixa postal todas as semanas
Nome
E-mail
Notícias e Comunicados

Agosto, mês Vocacional- 02/08/2013

A Igreja Católica no Brasil comemora o mês de Agosto, como mês das Vocações. Esta foi uma indicação da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) na Assembléia Geral de 1981. Em 1983, reforçando esta caminhada foi celebrado em todo Brasil um ano vocacional. O objetivo principal foi o de instituir um tempo, o mês de agosto, voltado prioritariamente para a reflexão e oração pelas vocações e os ministérios. A Igreja, cumprindo a ordem de Jesus, deve rezar ao Senhor da Messe para que envie operários para a sua Messe (Mt 9,38). A nova evangelização necessita de muitos e qualificados evangelizadores: cristãos e cristãs leigos, consagrados e consagradas totalmente doados ao Reino, ministros ordenados que sejam verdadeiros pastores e sinais de comunhão e unidade do povo de Deus.

            Na primeira semana refletimos sobre a vocação para o ministério ordenado: diáconos e padres e bispos, motivados pela festa de São João Maria Vianey (dia 04 de agosto), padroeiro dos párocos. A vocação dos ministros ordenados está a serviço das outras vocações, é serviço que organiza os demais ministérios. Desde que Jesus confiou a Pedro o cuidado e o pastoreio do seu rebanho, a Igreja sabe que a origem do ministério ordenado  está no seguimento a Jesus e no seu chamado aos apóstolos, a quem confiou a missão de evangelizar. Ao padre (pai) compete ser sinal da unidade e do cuidado de todo o povo de Deus, contribuindo para a edificação e crescimento da comunidade, de forma que ela seja cada vez mais evangelizadora e missionária. Juntamente com os padres, os diáconos se colocam nesta dimensão de serviço à evangelização do povo de Deus.

            Na segunda semana refletimos sobre a vocação para a vida em família (atenção especial aos pais), tendo presente o dia dos pais, que celebraremos no dia 11 de agosto. È a oportunidade, para mais uma vez, se insistir no valor da família, que sofre violência e agressão, em seu sentido e valores. A vocação da família se expressa na aliança da Trindade com a humanidade na continuidade e garantia de vida plena. Concretiza o projeto de Deus para os seres humanos que é vida e dignidade. “No seio de uma família, a pessoa descobre os motivos e o caminho para pertencer à família de Deus. Dela recebemos a vida que é a primeira experiência do amor e da . O grande tesouro da educação dos filhos na consiste na experiência de uma vida familiar que recebe a , a conserva, a celebra, a transmite e dá testemunho dela. Os pais devem tomar nova consciência de sua alegre e irrenunciável responsabilidade na formação integral dos filhos” (DA 118). A Igreja têm a responsabilidade de anunciar e propor a família e seus valores fundamentais para que a vida não se perca e o Evangelho seja vivido e anunciado.

            A terceira semana de agosto é voltada para a reflexão sobre a vocação para a vida consagrada (religiosos e religiosas). Quando nos referimos à vida religiosa temos presente os homens e mulheres que vivendo em comunidade buscam a perfeição pessoal e assumem a missão própria de seu Instituto, Ordem ou Congregação. Na solenidade da Assunção de Maria ao céu, a Igreja lembra que a mãe de Jesus é modelo para todos os cristãos e, de forma especial, dos que se consagram inteiramente a Deus pelos conselhos evangélicos: pobreza, obediência e castidade. A vida consagrada, em suas diversas formas, tanto apostólica como contemplativa ou monástica, é evangelizadora pela sua própria essência. Seguindo a Cristo no meio do povo e buscando uma vida de comunidade, os consagrados e consagradas são sinais concretos do Reino Definitivo, onde a humanidade inteira viverá numa única fraternidade. Em nossa cidade temos a presença de duas Congregações Religiosas: a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (os freis que atendem no Santuário) e as Irmãs Franciscanas do Coração de Maria (Educandário e Anjo da Guarda).

            No quarto domingo de agosto celebramos a vocação para os ministérios e serviços nas comunidades. A missa própria e específica do leigo se realiza no mundo, mas também são chamados a participar na ação pastoral da Igreja, primeiro com o testemunho de vida e, em segundo lugar, assumindo funções no campo da evangelização, da vida litúrgica, missionária e outras formas de apostolado, de acordo com as necessidades de suas respectivas comunidades. É destacado, com atenção, a missão dos catequistas que são os grandes educadores da na comunidade cristã, possibilitando às crianças, adolescentes, jovens e adultos uma experiência de . Uma das tarefas mais importantes da Igreja é ajudar a cada um de seus filhos a encontrar o seu projeto de vida, desenvolvendo as suas potencialidades e dando uma resposta afirmativa ao chamado de Deus.

            No mês  vocacional, atendendo aos apelos do Mestre que disse: “ A  colheita é grande, mas poucos os operários! Pedi, pois, ao Senhor da colheita que envie operários para a sua colheita” (mt 9,37s), convido você a rezar todos os dias pelas vocações...

         

            Fr. Adalto Antônio

 

 
 
Principal Sobre o Santuário Os Freis Galeria de Fotos Horários Notícias Fale conosco  
 

Este site foi visitado 225230 vezes.

© 2009 Santuário São Francisco de Assis - Penápolis. Todos os direitos reservados.