Penápolis, Quarta-Feira, 20/09/2017 PrincipalFale conosco
Busca
Principal Sobre o Santuário Os Freis Evangelho do dia Horários Notícias Fale conosco
 
Cadastre seu e-mail e receba uma mensagem de paz em sua caixa postal todas as semanas
Nome
E-mail
Notícias e Comunicados

SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR- 10/05/2013

                                                        SOLENIDADE DA ASCENÇÃO DO SENHOR


            Quarenta dias depois da Páscoa, a Igreja celebra a Ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo. Celebramos hoje toda a realidade da glorificação de Jesus, aquilo que a cristologia das origens chamou de estar sentado à direita do Pai”. Assim, a última aparição de Jesus aos apóstolos aponta para uma realidade que ultrapassa o quadro da narração.

            Jesus, depois de sua ressurreição, não veio para retomar sua atividade de antes, nem para implantar um reino político de Deus no mundo, como muitos achavam que ele deveria ter feito. Definitivamente não. Jesus realiza-se agora numa outra dimensão, a dimensão de sua glória, de seu senhorio transcendente. A atividade aqui na terra, ele a deixa para nós, que somos as suas testemunhas... até os confins da terra, e nós é que devemos reinventá-la a cada momento. Na ressurreição, Jesus volta a nós, não mais carnal”, mas em condição gloriosa, para nos animar com seu Espírito. Ele se faz presente em nosso meio de uma outra forma.
             A festa da Ascensão é repleta de significado para a vida cristã: Cristo reassume triunfante todo o seu poder. E, na glorificação de sua carne, glorifica-se toda a carne humana. No início da história, houve a expulsão do paraíso. As criaturas sempre sentiram saudades do paraíso perdido, da vida junto de Deus. Hoje, reentrando no Paraíso, Jesus reabre as portas para os homens e para as mulheres. O paraíso, que podíamos sonhar apenas em saudades”, se torna lugar novamente acessível à criatura humana, porque, na pessoa de Jesus de Nazaré, a humanidade reentrou na posse dos céus. Daqui da terra, enquanto aqui peregrinamos, podemos erguer os olhos esperançosos para o Cristo nos céus, fundamentados na sua promessa de onde Ele estiver, quer que todos estejam também, ou seja, no esplendor de sua glória.
            A Ascensão é a festa do envio dos apóstolos. Os apóstolos devem continuar a missão de Jesus: construir o Reino de Deus. Uma missão que é de todos os seguidores de Jesus, com nossas alegrias e nossas esperanças, e mesmo com nossas fraquezas e nossas dificuldades, anunciar o Evangelho para todo o mundo. A missão que é de todos nós: fazer todos os seus discípulos, não discípulos, mas discípulos-missionários, observando os mandamentos, vivendo e o Evangelho, se empenhando na promoção da justiça e da paz.
            Jesus nos promete hoje que vai permanecer conosco até o fim dos tempos. Isso porque alguns discípulos tinham medo, duvidavam, não sabiam o que fazer nem imaginavam o que poderia acontecer. Sentiam-se seguros e felizes na presença do Cristo; mas confusos e tristes sem Ele. O outro Evangelista, aquele que Ele amava, demora-se nesse problema na última Ceia, no discurso de despedida de Jesus. Mas o próprio Cristo anuncia que Não se perturbem, não tenham medo de nada!”(Cf. Jo 14,1). E o Cristo promete que tanto Ele, quanto o Espírito Santo, acompanhariam os apóstolos em todos os momentos e circunstâncias. É esta certeza da presença do Senhor que nos enche de alegria e esperança e move a Igreja através dos séculos.
            Jesus é o companheiro de caminhada. E isso está representado no Círio Pascal. Esta luz como que firma um pacto: o cristão, tornado filho de Deus pela graça divina, enquanto aguarda a herança do céu, se obriga a professar a no mistério do Senhor Jesus e a testemunhá-lo diante de todos através da missão e da evangelização, na busca da santidade e na realização do projeto de Deus para o mundo..
            . Ao celebrarmos a Ascensão celebramos a glorificação do Cristo, por isso temos que tomar consciência de nossa própria vocação à glória, como exprime a Segunda Leitura de Efésios (1,17-23). Assim somos chamados a contemplar a nossa vocação em Cristo ressuscitado: a esperança que o seu chamado encerra, a riqueza da glória da sua herança entre os santos e a extraordinária grandeza de seu poder para nós.

             Hoje a Igreja celebra o 47º. Dia Mundial das Comunicações Sociais com o temaRedes sociais: portais de verdade e de ; novos espaços. Os comunicadores digitais católicos, ou dito de outra forma, “os evangelizadores da Rede”, receberam o apoio do Papa Bento XVI pelos seus grandes esforços em entender a linguagem dos meios de hojecom poucas horas de descanso e não poucas incompreensões -, de modo que a mensagem de Cristo permaneça em vigor nas redes sociais da Internet. O Papa não apoiou, mas solicitou que a Internet seja usada como um meio de evangelização.

            Neste dia Mundial das Comunicações Sociais queremos parabenizar os meios de comunicação existentes em nossa cidade e que se colocam a serviço da construção de uma cultura de paz e vida. Agradecemos de modo especial ao Jornal Interior e a Radio Difusora pela disponibilidade e apoio em todos os nossos eventos e trabalhos. Que Deus, Senhor da Vida abençoe os proprietários e funcionários concedendo sempre a saúde, a paz e a prosperidade. Obrigado!

             Hoje tambémDia das Mães”,  deixo um abraço fraterno à todas as mães que não se cansam de serem em nosso meio expressão e sinal do amor de Deus. Que todas as mães encontrem em Maria, mãe de Jesus e nossa mãe, um incentivo para serem educadoras da e geradoras de uma cultura a favor da vida. Suplicamos ao Senhor que derrame  as suas bênçãos a todas as mães, concedendo toda alegria e paz, fazendo-as felizes com os seus filhos e todos os seus entes queridos...

 

                                                                                                                                                                     Frei Adalto Antônio

 

 
 
Principal Sobre o Santuário Os Freis Galeria de Fotos Horários Notícias Fale conosco  
 

Este site foi visitado 225147 vezes.

© 2009 Santuário São Francisco de Assis - Penápolis. Todos os direitos reservados.