Penápolis, Terça-Feira, 21/11/2017 PrincipalFale conosco
Busca
Principal Sobre o Santuário Os Freis Evangelho do dia Horários Notícias Fale conosco
 
Cadastre seu e-mail e receba uma mensagem de paz em sua caixa postal todas as semanas
Nome
E-mail
Notícias e Comunicados

O TEMPO DO ADVENTO- 28/11/2012

                                      O Tempo do Advento
No domingo anterior, dia 25 de novembro, celebramos Cristo Rei, o último domingo do Tempo Comum. Neste domingo iniciamos o Tempo do Advento.
O Advento é um dos tempos do Ano Litúrgico e pertence ao ciclo do Natal. A Liturgia do Advento caracteriza-se como período de preparação para a vinda do Senhor.
O tempo do Advento formou-se progressivamente a partir do século IV e já era celebrado na Gália e na Espanha. Em Roma, onde surgiu a festa do Natal, passou a ser celebrada somente a partir do século VI. Nesse período, o tempo do Advento consistia em seis semanas que antecediam a grande festa do Natal. Foi somente com São Gregório Magno (590-604) que esse tempo foi reduzido para quatro domingos, tal como hoje celebramos.
Um dos muitos símbolos do Natal é a coroa do Advento que, por meio de seu formato circular e de suas cores, silenciosamente expressa a esperança e convida à alegre vigilância. A coroa teve sua origem no século XIX, na Alemanha, nas regiões evangélicas, situadas ao norte do país. Nós, católicos, adotamos o costume da coroa do Advento no início do século XX. Na confecção da coroa eram usados ramos de pinheiro e cipreste, únicas árvores cujos ramos não perdem suas folhas no outono e estão sempre verdes, mesmo no inverno. A cor verde simboliza a esperança.
Na coroa também são colocadas quatro velas referentes a cada domingo que antecede o Natal. A luz vai aumentando à medida que se aproxima o Natal, festa da luz que é Cristo, quando a luz da salvação brilha para toda a humanidade. Quanto às cores das quatro velas, quase em todas as partes do mundo é usada a cor vermelha. No Brasil, até pouco tempo atrás, costumava-se usar velas nas cores roxa e lilás, e uma vela cor de rosa referente ao terceiro domingo do Advento, quando se celebra o Domingo de Gaudete (Domingo da Alegria), cuja cor litúrgica é rosa. Porém, atualmente, tem-se propagado o costume de velas coloridas, cada uma de uma cor, visto que nosso país é marcado pelas culturas indígena e afro, onde o colorido lembra festa, dança e alegria.
Com esse tempo de preparação, quer a Igreja ensinar-nos que a vida neste vale de lágrimas é um imenso advento e, se vivermos bem, isto é, de acordo com a Lei de Deus, Jesus Cristo será nossa recompensa e nos reservará no Céu um belo lugar, como está escrito: “Mas, como está escrito, o que os olhos não viram, os ouvidos não ouviram e o coração do homem não percebeu, tudo o que Deus preparou para os que o amam” (1Cor 2,9).
As leituras evangélicas do Ano C, que é o ano litúrgico que iniciamos a partir desse domingo, são as seguintes:
1º Domingo (Lc 21,25-28.34-36) – Vigilância para a vinda do Filho do Homem
2º Domingo (Lc 3,1-6) – João Batista, o grande profeta (sua vocação)
3º Domingo (Lc 3,10-18) – João Batista prega em atos (o que é a conversão para todos)
4º Domingo (Lc 1,39-45) – Maria visita Isabel (nelas se encontram o Precursor e o Messias)
 
 Frei Juracy Aguiar, OFMCap (frade capuchinho membro da PROCASP)
 
 
 
Principal Sobre o Santuário Os Freis Galeria de Fotos Horários Notícias Fale conosco  
 

Este site foi visitado 227598 vezes.

© 2009 Santuário São Francisco de Assis - Penápolis. Todos os direitos reservados.