Penápolis, Terça-Feira, 21/11/2017 PrincipalFale conosco
Busca
Principal Sobre o Santuário Os Freis Evangelho do dia Horários Notícias Fale conosco
 
Cadastre seu e-mail e receba uma mensagem de paz em sua caixa postal todas as semanas
Nome
E-mail
Notícias e Comunicados

A Evangelização da Juventude- 12/07/2012

A evangelização da juventude:
Juventude, dinamismo à Igreja e sinal por uma justa sociedade
 
            Neste domingo, 15 de julho, acontecerá, no Santuário São Francisco uma tarde de integração e apresentações artísticas, envolvendo diversos grupos de jovens da cidade de Penápolis e cidades vizinhas. Sabemos que a preocupação com a juventude, norteia a prática de muitas Igrejas, preocupações que devem levar a Igreja Católica sempre mais a buscar compromissos, abertura e apoio junto à juventude, já que caminha na promoção da vida, da vida em abundância trazida por Jesus a todas as pessoas e idades.
            Aproveitamos, então, para discorrer um pouco sobre esta fase da vida tão importante e ao mesmo tempo tão vulnerável, a juventude. É um tempo da vida tão importante, e isso precisamos reconhecer, pois a juventude é tempo de escolhas, as quais muitas vezes nortearão ao longo de toda a vida... também é importante reconhecer a energia, a ousadia, a generosidade e vibração que brota dos jovens, não olhando só com desconfiança, mas com muita esperança e confiança que muitas vezes é deles que nos vem novos sonhos e anseios por mais vida e amor.
            Por outro lado, a juventude é um tempo da vida que tem enfrentado muita vulnerabilidade, tem sido muito desafiador. Não somente devido às transformações próprias dessa etapa da vida, que muitas vezes já trazem certo transtorno, como o questionamento de qual caminho seguir, a necessidade de começar a trilhar a própria vida, as incertezas ante o futuro, entre outros, mas também a juventude tem carregado um grande peso que a nossa sociedade desigual e do descartável lhe impõe: A maioria dos quase 40 milhões de jovens brasileiros “representa um dos segmentos populacionais mais fortemente atingidos pelos mecanismos de exclusão social. As estatísticas demonstram que a juventude é um dos grupos mais vulneráveis da sociedade brasileira. Ela é especialmente atingida pelas fragilidades do sistema educacional, pelas mudanças no mundo do trabalho e, ainda, é o segmento etário mais destituído de apoio de redes de proteção social” (conforme o Documento da Igreja Católica sobre a Evangelização da Juventude, 2007, nº 31).
            Também segundo uma recente pesquisa há três marcas da juventude na atualidade, o “medo de sobrar, por causa do desemprego, o medo de morrer precocemente, por causa da violência e a vida em um mundo conectado, por causa da Internet’. O sentido e a dureza dessas marcas anseiam por uma Boa Notícia que, a partir de um olhar da fé, pode ser encontrada no interior da própria juventude” (nº 34). Esse quadro de insegurança nos mostra a séria responsabilidade da sociedade em ter de promover mudanças profundas e estruturais... mas, ao mesmo tempo, é a partir da própria juventude, compondo 20% da população brasileira, que a realidade presente da juventude se reverterá. Os jovens são, pois, chamados a serem protagonistas, agentes ativos, de sua situação.
            Não devemos, por outro lado, preconceituosamente dizer que os jovens hoje não querem nada, não tem ideal nem buscas... isto não é verdade. Se muitos jovens vivem em mundos virtuais e com uma mentalidade descompromissada com a vida, em boa parte isso eles herdam da nossa sociedade consumista e individualista. Há muitos jovens que, em oposição a esta sociedade, trabalham e estudam muito, lutam por seus objetivos, ajudam a comunidade, cultivam uma religiosidade, tem grande senso de justiça e caridade e, como é próprio deles, se reúnem em grupos, formando verdadeiras amizades no anseio, ainda que às vezes pareça meio “sem limites”, por uma vida mais realizada.
            Lembramos que os jovens, ainda que pareçam indecisos ou desviados de valores importantes, estão em constantes buscas, abertos à novidade e como é importante que a sociedade, famílias, instituições, governo, empresas, Igrejas não se cansem facilmente ou se fechem em seus interesses, abandonando a responsabilidade de transmitir valores aos jovens através de práticas de justiça, caridade, com ética... Os jovens estão em processo de descoberta e opções. Possam eles encontrar caminhos, pessoas e posturas que lhes acenem e cativem em direção à realização que todo jovem realmente anseia, de vida, liberdade, paz, amizade... como Jesus respondeu a jovens que lhe perguntaram onde vivia: “Vinde e vede’. Então, eles foram e viram onde (Jesus) morava, e permaneceram com ele” (Jo 1,39). Seja os valores vividos e indicados por Jesus a também nos cativar, a fascinar e permanecer com a juventude em uma nova proposta de vida, de mundo, de sociedade, com menos corrupção, com mais partilha e justiça, com mais vida e dignidade aos fragilizados pelas drogas, marginalização e falta de oportunidades.
 
Fr. Marcelo Toyansk S. Guimarães
 
 
Principal Sobre o Santuário Os Freis Galeria de Fotos Horários Notícias Fale conosco  
 

Este site foi visitado 227594 vezes.

© 2009 Santuário São Francisco de Assis - Penápolis. Todos os direitos reservados.